domingo, 3 de outubro de 2010

Conclusão

Foi possível concluir através da realização do trabalho, a importância que cada tipo de conservante tem para todos os seres, tendo em vista que sem estes, os alimentos teriam um pequeno prazo para serem consumidos e dessa forma, seriam deteriorados mais rapidamente, o que prejudicaria de forma direta a saúde dos consumidores. Além disso, também foi possível compreender a importância dos antioxidantes e dos sequestrantes (tipos de conservantes) para a proteção do corpo humano e para a conservação dos alimentos.

Perguntas


1. Qual a importância dos conservantes para os seres humanos?

2. Qual a molécula orgânica que causa mudanças na maior parte dos alimentos? 

Sequestrantes

Os agentes quelantes ou sequestrantes são aqueles que têm a função de interagir com os íons que são responsáveis pela água dura (concentração de íons de certos minerais), como os íons de Cálcio, Magnésio e Ferro.

Um dos mais importantes agentes sequestrantes é o EDTA (ácido etilenodiaminotetraacético) que "sequestra" cátions que poderiam formar precipitados com o detergente, fazendo com que a limpeza assim, seja mais eficiente e profunda.

Outra função muito importante do sequestrante é a potencialização dos conservantes. Essa potencialização ocorre com separação dos íons do meio, essenciais ao crescimento das bactérias ficam ainda mais difíceis. 

Bibliografía:
http://www.qmc.ufsc.br/qmcweb/artigos/aditivos.html

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Para compreender melhor o conceito de radicais livres




















Fontes: http://www.infoescola.com/bioquimica/radicais-livres/    


http://biobioradicais.blogspot.com/2008/11/ao-dos-radicais-livres.html

Antioxidantes

                            O antioxidante pode ser tanto um combatente natural aos radicais livres, quanto um aditivo alimentar usado para conservar certo alimento.


Fonte:  http://bqenvelhecimento2010.blogspot.com/2010/07/como-existe-uma-producao-continua-de.html
                
                 Sendo este uma proteção aos danos causados pelos radicais livres, podem ser produzidos por nosso próprio corpo ou ingerido dos alimentos; Estes últimos são a Vitamina C, E e o beta-caroteno, entre outros. Radicais livres são moléculas muito instáveis por possuírem número ímpar de elétrons provenientes da oxidação da membrana celular e, portanto produzidos continuamente no interior de nossas células, tendem a reagir com qualquer elemento encontrado, conseguindo assim “roubar” um elétron. Por causa disso, os antioxidantes servem para proteger-nos, pois estes radicais são responsáveis pela ocorrência de diversas enfermidades e processos degenerativos do organismo humano. Porém, para que haja êxito para nessa proteção, os nutrientes devem ser ingeridos nas doses certas.
                O antioxidante como aditivo alimentar, é utilizado em praticamente todas as indústrias alimentares para evitar mudanças  causadas pelos lipídios, que estão presentes na maior parte dos alimentos. Essas mudanças podem ser no aroma ou na cor do alimento.Então, neste caso, usa-se o antioxidante  por se oxidar mais facilmente que os lipídios, evitando, por tanto, o aroma e a cor desagradáveis.

Conservantes


Primeiro, nós devemos ter uma definição básica sobre o que é um conservante. Segundo a definição do dicionário Sensagent, um conservante é um aditivo alimentar.




 Os diferentes aditivos:
Fonte: http://3.bp.blogspot.com/_5f8TWVrIi64/Sdfp8Sh4K7I/AAAAAAAABUw/G9-g4TEZ-eo/s400/Aditivos.jpg



Como já dito anteriormente, o conservante tem a principal função de inibir a reação de oxidação dos componentes alimentares, já que estes são perecíveis na presença de oxigênio, principalmente os lipídios. 

O azeite é um lipídio:

Fonte: http://www.rgnutri.com.br/sqv/saude/sgr.jpg
 
Existem alguns conservantes que são chamados de “tradicionais”, pois são utilozados a muito tempo e a sua eficácia continua sendo a mesma. Esses conservantes, podem ser o sal, vinagre, álcool, açucar e temperos no geral.  



 Vinagre: Consertvante tradicional

Fonte: http://www.colisito.com.ar/wp-content/uploads/2009/05/vinagre.jpg
 
O principal componente do vinagre é o ácido acético, que pode ser considerado um aditivo natural, já que destrói as bactérias e enzimas que estragam os alimentos. Isso ocorre graças a radiação que o ácido produz que também é utilizada para adiar o amadurecimento das frutas e o brotamento de vegetais como as batatas.

            Mesmo assim, nos deparamos com alguns conservantes que são proibidos  de acordo com a lei. Aguns destes são:

Ácido benzóico: São encontrados em muitos alimentos frescos como ervilhas, bananas e frutas vermelhas (como o morango e a amora). Este conservante causa reações adversas em alguns indivéiduos.
Dióxido de sulfa: Destrói a tiamina (Vitamina B1) e não é portanto permitido em alimentos ricos nessa substância.



Introdução do tema

Este blog tem como objetivo falar sobre as principais características dos conservantes, havendo um aprofundamento em dois deles: os sequestrantes e os antioxidantes. Graças a esses conservantes, nós podemos desfrutar do alimento por um período maior, pois sua principal função é a de minimizar a deteriorização de nosso alimento.  Ademais dessa característica, os conservantes melhoram a saúde da população, já que os produtos não estragam. Por causa destes motivos, e outros que serão explicados durante a realização do blog, os conservantes são utilizados na maior parte dos alimentos.